A osteoartrose de quadril é uma doença degenerativa e causa a perda da cartilagem articular.

A dor e a limitação funcional afetam a qualidade de vida da pessoa. Os movimentos articulares, as atividades como andar, subir e descer escadas, agachar-se, a capacidade de trabalhar e a realização de atividades esportivas ficam comprometidas.

Ainda não se conhece nenhum procedimento que recupere a lesão já instituída, mas o tratamento médico e fisioterapêutico visam minimizar a progressão das lesões, controlar a dor e melhorar as limitações articulares, elevando a qualidade de vida do doente. Atividades na piscina terapêutica fornecem benefícios a curto e longo prazo aos portadores de osteoartrose no quadril por meio de exercícios regulares. A expansão e aceitação dessa técnica é resultado da resposta positiva dos pacientes e do sucesso da fisioterapia aquática.

Piscina Terapêutica

A água oferece um tratamento seguro e funcional, já que os exercícios aquáticos reduzem a dor, podem ser realizados sem sustentação de peso, aumentam a capacidade de movimentar a articulação afetada, a força muscular, o equilíbrio e o condicionamento físico desses pacientes, procurando melhorar a saúde física e mental. A capacidade de realizar movimentos sem dor e de efetuar atividades em solo gera segurança durante as atividades diárias desses indivíduos.

A condição de saúde e uma expectativa mais longa de vida dependem de comportamento e da indicação de um tratamento eficaz e ao mesmo tempo prazeroso.